quarta-feira, 9 de fevereiro de 2011

ALIMENTAÇÃO X SONO

Boa tarde!





Com o nosso estresse do dia-dia, muitas pessoas reclamam de não conseguir ter uma boa noite de sono. A alimentação é um dos fatores para que sua noite seja conturbada. Leiam a matéria abaixo e entendam melhor o que estou falando!

"A ciência já comprovou: ter uma boa noite de sono faz bem para a saúde do corpo e da mente, além de contribuir para a beleza dos cabelos, da pele e ajudar a manter o peso certo!    Um sono adequado melhora a imunidade, protegendo o corpo contra invasores como vírus e bactérias, além de fazer com que o organismo se recupere mais facilmente de doenças e ferimentos. Durante o sono o corpo libera alguns hormônios, como o hormônio do crescimento e a leptina. Nos adultos, o hormônio do crescimento evita a flacidez muscular e garante maior vigor físico . Já a leptina é o hormônio que controla a sensação de saciedade, ou seja, a liberação deste hormônio durante a noite resulta em melhor controle do apetite. Além disso, quando não dormimos bem, o metabolismo do corpo pode ficar mais lento o que, por tempo prolongado, influencia no ganho de peso excessivo.
 
Um sono inadequado também pode resultar em olhos ressecados e irritados, tornar a vida diária mais estressante, piorar a capacidade de concentração e o rendimento no trabalho e nos estudos, e ainda atrapalhar o relacionamento com as pessoas.
 
Os benefícios que um sono adequado traz para o organismo são indiscutíveis. Porém, existem alguns fatores que podem interferir na qualidade do sono, sendo a alimentação um deles.
 
Isso mesmo! O que você come pode contribuir para uma noite de sono tranqüila, mas também pode 
prejudicá-la! Confira abaixo algumas dicas que podem ajudar na hora de dormir: 

 evite bebidas e alimentos estimulantes e que contenham cafeína, como o chocolate, café, chá preto ou mate, guaraná e refrigerantes à base de cola. Esses alimentos devem ser evitados pelo ou menos quatro horas antes de dormir.

evite exageros na ingestão de bebidas alcoólicas próximo ao horário dormir. Logo após a ingestão, a bebida pode proporcionar uma sensação de moleza e sonolência, fazendo com que se tenha a falsa impressão de que isso ajudará na hora de dormir. Mas a bebida alcoólica pode provocar relaxamento de estruturas da região da faringe e palato mole, o que compromete a respiração, causa roncos e interrupções no sono. 

evite comer demais à noite. Durante a noite o metabolismo do corpo se torna mais lento, fazendo com que a comilança noturna cause desconforto abdominal, atrapalhando a tranquilidade do sono.

à noite, dê preferência para as carnes brancas, como peixes e aves, ao invés de 
carnes vermelhas, como a bovina. As carnes vermelhas possuem uma combinação de aminoácidos que ativam o sistema nervoso simpático, favorecendo uma descarga de adrenalina, prejudicando o descanso do corpo.

experimente também tomar um pouco de leite antes de dormir. O leite é rico em triptofano, aminoácido precursor da serotonina, um neurotransmissor que proporciona relaxamento muscular e induz ao sono.

evite alimentos gordurosos, pois eles dificultam a digestão. 

consuma doses moderadas de carboidratos. Alimentos ricos em carboidratos, como cereais e pães, também induzem a produção de serotonina. Prefira os integrais, que conseguem fazer uma liberação mais regular da serotonina, que permancerá por mais tempo na corrente sanguínea. 

  dê preferência aos chás de ervas e os descafeinados. Uma dica são os chás de camomila, cidreira e hortelã.

o maracujá também é conhecido por suas propriedades que funcionam como calmante, ajudam a relaxar e, consequentemente, dormir melhor. 

É importante lembrar que um sono adequado não depende apenas do que você come antes de se deitar. Portanto, mantenha uma alimentação saudável e equilibrada sempre, pratique exercícios físicos regularmente, procure atividades relaxantes para manter ao máximo o estresse longe da vida diária.
Sendo assim, aproveite as dicas, mantenha um estilo de vida saudável e fique de bem com o seu travesseiro!"

Fonte: Nutrição em foco

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Postar um comentário